domingo, 25 de novembro de 2018

CRB VENCE O FIGUEIRENSE PELO PLACAR DE 2 A 1 E ASSEGURA A PERMANÊNCIA NA SÉRIE B DE 2019

Time regatiano não foi brilhante durante a temporada, mas na reta final cresceu de rendimento e será o representante de Alagoas na competição nacional 

Por: Wellington Melo

O CRB foi para o último jogo da temporada no campeonato brasileiro da série B dependendo apenas de mais uma vitória para assegurar vaga na competição em 2019. O duelo final foi diante do Figueirense no estádio Rei Pelé e o Galo venceu de virada pelo placar de 2 a 1, gols marcados no segundo tempo pelos atacantes Rafael Costa e Willans Santana.
Com a vitória o CRB somou 48 pontos e terminou a competição na 12ª posição a frente do São Bento, Criciúma, Figueirense e Oeste; além dos rebaixados Paysandu, Sampaio Correa, Juventude e Boa Esporte.

VEJA OS GOLS E LANCES DA PARTIDA




UMA CAMPANHA SOFRIDA E UM ANO PARA O TORCEDOR REGATIANO ESQUECER 

A temporada de 2018 para torcida do CRB foi de muita frustração e sofrimento. A primeira grande decepção foi a perda do tetra campeonato alagoano para o rival. Em seguida as eliminações precoce na Copa do Brasil e Campeonato do Nordeste. Na sequência o CRB fez uma campanha na série B muito abaixo das expectativas dos torcedores regatianos e o time passou toda a competição brigando nas últimas posições tentando fugir do rebaixamento. 

ERROS E CONSEQUÊNCIAS

Onde a direção do CRB errou? 
É consenso entre a maioria dos torcedores regatianos em apontar a diretoria como o principal responsável pelo fracasso do clube na atual temporada. A decisão do Presidente do clube em contratar o técnico Mazola Júnior, mais uma vez, e dar total autonomia para o treinador trazer atletas indicados exclusivamente por ele e dando poderes de decisão plena na formatação do elenco foi, sem dúvidas, o grande erro da diretoria no início da temporada. Mazola Júnior indicou e a diretoria contratou muitos jogadores  medalhões e fora da realidade financeira do nosso futebol, o elenco ficou inchado, folha de pagamento altíssima, muita vaidade, extra campo péssimo e com atletas que não renderam na equipe; ou seja, o CRB contratou muito e errado graças a prepotência e ao poder que foi dado pelo Presidente do clube ao técnico Mazola Júnior e também ao dirigente Alarcon Pacheco. 
E a primeira consequência desses erros por parte da diretoria foi a perda do tetra campeonato estadual. Em seguida manteve o técnico para início da série B mesmo sem clima para permanência e com o elenco rachado. Resultado da insistência o time já começou a competição perdendo na estreia para o Oeste por 2 a 0 jogando o mesmo futebol burocrático e sem padrão tático definido desde que o Mazola assumiu a equipe. Antes tarde do que nunca, após a derrota a diretoria dispensou o treinador. 
E quando a coisa começa errado a tendência é a situação desandar para uma sucessão de equívocos e chega o momento que bate o desespero. Na esperança de acertar na substituição ao técnico Mazola a diretoria traz um jovem treinador, Júnior Rocha, um técnico ainda sem muita credencial para assumir o comando da equipe do porte do CRB em uma competição nacional. Por mais esse erro a diretoria pagou caro e teve que dispensar mais um técnico que em 16 jogos venceu apenas quatro, perdeu sete e empatou cinco deixando o time na penúltima colocação quando foi dispensado. 
Na tentativa de consertar os erros cometidos até então com a contratação de dois treinadores com a competição em andamento, agora a diretoria apela para trazer um profissional mais experiente e renomado no futebol nacional. A bola da vez foi o técnico Doriva com passagens por clubes de série A como Vasco e São Paulo. Com essa investida esperava-se que a equipe degolasse na competição e no comando de Doriva o Galo começou vencendo dois jogos seguidos, porém na sequência o time não manteve a mesma pegada, voltou a jogar mal e os resultados positivos não vieram. No comando de Doriva a equipe em 14 jogos venceu apenas quatro vezes, perdeu cinco e empatou mais cinco.  Mais um técnico que não se manteve no cargo. 
E aí, o problema do CRB era apenas no comando técnico? Claro que não!
O problema do clube foi a falta de planejamento desde o final da temporada passada quando a diretoria persistiu nos mesmos erros. Faltou profissionalismo por parte do departamento de futebol e uma gestão compartilhada sem a concentração de poderes delegada a um treinador e ao diretor de futebol Alarcon Pacheco. O presidente do clube foi omisso em alguns momentos e tem grande responsabilidade pelo fracasso do CRB na atual temporada. O clube gastou muito e gastou mal. Contratou vários jogadores com problemas disciplinar e de extra campo, com histórico de lesões e que ficaram mais tempo no departamento médico do que atuando em campo. 
Inúmeras contratações e dispensas numa mesma temporada não poderia dar certo. A consequência desse conjunto de fatores levaram a equipe a essa situação de quase rebaixamento na série B. Isso é fato.
Enfim, a cartada final. O desespero bateu na porta, o caminho para a série C estava próximo, a equipe precisava reagir urgentemente. Para isso mais um técnico precisava ser contratado como última esperança para salvar o CRB do rebaixamento. Roberto Fernandes foi o nome da vez. Ele era conhecido como um técnico cascudo, disciplinador e motivador. Com a chegada do novo comandante, o quarto na atual temporada, a equipe evoluiu em campo, obteve um padrão tático de jogo mais organizado e competitivo. Alguns jogadores cresceram de rendimento e conquistaram a confiança do treinador, a exemplo de Willians Santana e do garoto Iago, entre outros. A defesa começou a ser mais consistente e a sofrer menos gols, a equipe jogava mais compactada e de forma ofensiva. Os jogadores eram os mesmos, um ou outro saíram do time titular, porém foi a filosofia de trabalho do técnico que mudou a postura da equipe e na reta final cresceu de produção, em cinco jogos foram quatro vitórias e um empate que confirmaram a presença do Galo na série B de 2019.
Que as lições, os erros e acertos deste ano sirvam como exemplo e aprendizado para a próxima temporada. O CRB precisa de uma gestão profissional e compartilhada entre vários departamentos, de um presidente mais atuante no dia a dia do clube, além de um conselho deliberativo mais presente e que participe das decisões da entidade Clube de Regatas Brasil.
O certo é que ao final desta temporada não há motivo para o torcedor regatiano comemorar, afinal foi um ano sofrido e de briga direta contra o rebaixamento. Os dirigentes e a torcida do CRB precisam pensar grande, fazer com que o clube seja mais competitivo e sempre brigando por títulos, além de buscar o acesso para série A do campeonato brasileiro.

Que venha 2019!
Saudações regatiana.

sábado, 17 de novembro de 2018

LONDRINA 1 X 2 CRB: SE É PRA O BEM DO FUTEBOL ALAGOANO E FELICIDADE GERAL DA NAÇÃO REGATIANA, DIGA AO POVO QUE FICO!

Galo vence o Londrina no estádio do Café e praticamente assegura a vaga na série B

Por Wellington Melo

"Aos secadores de plantão pedimos desligarem seus equipamentos e pagar a conta de energia".

O CRB não vai cair. O Galo é tradição na série B e na luta contra tudo, contra todos, o Clube de Regatas Brasil venceu o Londrina no estádio do Café com mais de 24 mil torcedores presentes. O maior de Alagoas superou a pressão da torcida e da equipe paranaense com uma vitória histórica pelo placar de 2 a 1, com dois gols de Willians Santana, em partida válida pela 37ª rodada do brasileirão da série B.



GUERREIROS NÃO FOGEM DA LUTA

Para jogar  no CRB tem que ser Homem, profissional de caráter e honrar a tradição do clube. Desta forma tem se comportado os jogadores e a comissão técnica nesta reta final da competição. Foi uma temporada difícil com muitos momentos de altos e baixos, fase ruim, perda do título estadual, troca de treinadores, dispensa de jogadores e muitas incertezas quanto ao futuro da equipe ao longo da competição nacional, mas na hora decisiva e da superação os atletas mostraram força, determinação e profissionalismo para superar todas as adversidades e, no mínimo, vão deixar o CRB onde ele merece estar, na 'Série B' da próxima temporada.

DESTAQUES DA REVIRAVOLTA

O técnico Roberto Fernandes chegou ao clube em um momento de estrema dificuldade e com a missão de salvar a equipe de um possível rebaixamento. O objetivo não era fácil. O CRB estava na briga para sair das últimas posições, o elenco desmotivado, sem confiança e jogando mal. Porém o técnico mudou a filosofia de trabalho, fez ajustes na equipe e dentro das limitações do elenco promoveu algumas mudanças em alguns setores que começaram a dar resultados em campo. Enfim, o técnico Roberto Fernandes hoje é reconhecido pela torcida regatiana como um dos principais responsáveis pela reação da equipe na competição e pela permanência do Galo na série B.

João Carlos, que goleiraço! Há muito tempo o CRB não tinha no plantel um goleiro deste nível. O paredão JC salvou a equipe em vários jogos de uma derrota, foi destaque em algumas rodadas da série B, mostrou segurança, liderança e sem dúvida é outro grande responsável por este momento em que o CRB está assegurando a permanência em jogos decisivos. João Carlos, sem dúvidas, é um excelente profissional, um goleiro com status de série A e que honrou a tradição da camisa alvirrubra de tantas glórias. Parabéns ao nosso paredão!

William Santana, reencontrou o seu bom futebol com a chegada do técnico Roberto Fernandes, virou peça chave no esquema de jogo do treinador. Santana assumiu nova função na equipe jogando mais avançado, próximo a área e como referência no ataque. Nos últimos jogos vem marcando gols importantes e é um dos artilheiros da equipe com dez gols na competição. Da desconfiança e críticas o jogador passou a ser o salvador do Galo nas últimas partidas e merece ser reconhecido como um dos guerreiros alvirubros na luta pela permanência. Valeu, Willians Santana! A nação regatiana agradece e parabeniza o artilheiro dos gols salvador.

Iago, o garoto que chegou para brilhar com a camisa Galo. O terror das defesas adversárias e um dos grandes responsáveis por dar mais qualidade ao ataque regatiano. O jovem atacante chegou ao CRB num momento crítico e com a competição em andamento. Foi uma aposta que deu certo e se encaixou na equipe dando novo poder ofensivo ao time. Iago também é um dos destaques deste elenco e merece o reconhecimento da torcida alvirubra.

Finalmente, vamos destacar o comprometimento de todo o grupo de jogadores, comissão técnica, física e médica do CRB. Quando vence a conquista é de todos; quando perde, a derrota também é responsabilidade de todos.
Confirmado a permanência na última rodada da série B é chegada a hora de repensar o clube para temporada de 2019. Que os dirigentes sejam mais profissionais, competentes e façam do Clube de Regatas Brasil uma instituição mais forte, um clube para todos e que respeite, principalmente, ao  seu maior patrimônio - a torcida regatiana.

Se é pra lutar contigo eu vou...
Avante, Galo!

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

CRB 2 X 0 JUVENTUDE: VITÓRIA IMPORTANTE NA LUTA PELA PERMANÊNCIA NA SÉRIE B

O Galo vence três partidas seguidas jogando no Rei Pelé e respira fora da zona do rebaixamento

Por Wellington Melo

O Clube de Regatas Brasil continua na luta contra o rebaixamento na atual temporada do campeonato brasileiro da série B de 2018. Cada jogo passa a ser uma decisão.
Pela primeira vez na competição o Galo consegue uma sequência de três vitórias jogando em seus domínios, no estádio Rei Pelé, contra o Goiás (2 a 0), Boa Esporte (2 a 1) e o último duelo diante do Juventude pelo placar de (2 a 0), em jogo importante e contra um adversário direto na briga pelo rebaixamento.
Com a vitória o CRB chegou a 41 pontos e se mantém em 16º lugar após o fechamento da 35ª rodada, abriu 4 pontos de diferença do primeiro da zona do rebaixamento que é o Paysandu com com 37; em seguida vem o Juventude com 35; Sampaio Correa tem 32 e o lanterna Boa Esporte soma apenas 29 pontos.
Os gols da vitória regatiana foram marcados por Renan Oliveira aos 11 minutos da etapa inicial e William Santana fechou o placar aos 35 minutos do segundo tempo consolidando a vitória do Galo.

Veja os gols e melhores momentos da partida




"A gente sofreu bastante neste ano e merecia muito essa vitória. Futebol é resultado, eles não estavam vindo e esse grupo merecia a vitória porque soube se fechar para superar a adversidade. Ainda não acabou e é importante terminar bem para deixar o CRB na série B", disse o lateral regatiano Diogo Mateus ao final da partida.

Próximo jogo do CRB será no sábado (10), às 17 horas de Brasília, no Heriberto Hülse diante do Criciúma que também briga contra o rebaixamento. Será mais uma decisão, jogo de seis pontos e que o CRB precisa da vitória para afastar de vez o fantasma do rebaixamento.

Avante, Galo!

domingo, 17 de junho de 2018

VITÓRIA INCONTESTÁVEL: CRB 2 X 0 PONTE PRETA

CRB faz um jogo impecável, vence a Ponte Preta e renova as esperanças do torcedor regatiano para sequência da competição

Por Wellington Melo

O Galo venceu e convenceu na partida contra a Ponte da Preta na vitória pelo placar de 2 a 0,  no estádio Rei Pelé, com gols de Lucas e Willians Santana. Mas o que mais impressionou a todos que assistiram a partida não foi apenas a vitória, e sim a postura da equipe diante de um adversário muito qualificado. Desde o início da partida o CRB foi melhor, conseguiu abrir o placar aos onze minutos da etapa inicial com uma belíssima jogada pelo lado direito com o atacante Mazola fazendo o cruzamento na área para finalização de cabeça do volante Lucas. A partir do primeiro gol a equipe regatiana se retraiu um pouco e a Macaca foi mais presente ao ataque, porém o sistema defensivo do CRB estava muito bem postado e conseguiu terminar o primeiro tempo com o placar favorável. 
O segundo tempo foi mais emocionante. A partida ficou eletrizante e aos cinco minutos o atacante Murilo da Ponte foi expulso em jogada desleal em cima do meio campista Claudinei. A partir daí o jogo ficou mais aberto, o CRB teve inúmeras oportunidades de ampliar o placar, porém o goleiro da Ponte fez boas defesas e o segundo gol só aconteceu aos 28 minutos da etapa final, novamente pelo lado direito do ataque do Galo, desta vez com o cruzamento perfeito do ala Ratinho para Willians Santana que dominou a bola na pequena área deu um drible curto na saída do goleiro, estilo futsal, e ainda sem ângulo colocou no fundo da rede para marcar o segundo gol - por sinal um golaço. 



Os destaques da partida foram vários jogadores, entre eles o estreante Rafael Carioca pela ala esquerda, o meio atacante Mazola, Neto Baiano, o volante Lucas e todo sistema defensivo do Galo. No conjunto a equipe foi muito bem, mostrou evolução tática, força ofensiva com inúmeras finalizações e muita determinação em campo. Quem ainda ficou devendo uma melhor apresentação foi o atacante Diego Rosa. 
O CRB volta a campo no próximo sábado(23) no estádio Rei Pelé para enfrentar o Paysandu, às 21 horas, pela 12ª rodada do Brasileirão da série B.

Avante Galo!

sábado, 5 de maio de 2018

ACABOU A ZICA. AVANTE, GALO!

Com duas vitórias seguidas na mesma semana, diante do Campinense (3 a 1) e Atlético-GO (3 a 1),  CRB reencontra o bom futebol, vence a primeira no Brasileirão e faz a torcida acreditar que a má fase passou

Por Wellington Melo

O mês de maio não poderia começar melhor para torcida regatiana, jogadores, comissão técnica e a diretoria do clube. Finalmente o time reencontrou o caminho das vitórias e o melhor futebol em campo depois da péssima fase enfrentada pela equipe desde a perda do título estadual da temporada e o início desastroso no Brasileirão da série B. 
Em abril foram cinco derrotas consecutivas, um mês para o torcedor regatiano esquecer. O Galo perdeu o tetra campeonato no dia 08 de abril para o rival CSA; em seguida veio a maldição azulina com mais três derrotas na série B e uma na pré copa do Nordeste para o Campinense. Com a saída do técnico Mazola Júnior ainda na primeira rodada do Brasileirão, o CRB apostou em um técnico jovem, uma promessa da nova geração de treinadores e contratou o Júnior Rocha que estava no Santa Cruz. 
Recém chegado ao clube, Júnior Rocha teve pouco tempo para implementar sua filosofia de trabalho e logo nas duas partidas sob o seu comendo o CRB perdeu para o Vila Nova e Fortaleza, porém a equipe já mostrava um melhor padrão de jogo e as perspectivas era de evolução na sequência da competição. E assim aconteceu. Começou o mês de maio e o primeiro desafio era vencer e classificar o time para a Copa do Nordeste de 2019 diante do Campinense com uma diferença de dois gols para consolidar a classificação. O jogo aconteceu no dia primeiro de maio (CRB 3 x 1 Campinense) e três dias depois veio o segundo desafio que era vencer a primeira partida na série B do brasileirão contra o forte Atlético-GO no estádio Rei Pelé. O Galo não só venceu, como também convenceu com um belíssimo futebol apresentado e uma vitória esmagadora por 3 a 1 para entusiamo do torcedor regatiano. 
A zica acabou! Veja os gols e melhores momentos de CRB 3 x 1 Atlético-GO pela 4ª rodada da Série B 


CRB É TIME GRANDE E TEM TRADIÇÃO NO BRASILEIRÃO,  SEMPRE DÁ A VOLTA POR CIMA

Um Clube com a história e a grandeza do CRB que mais participações têm no campeonato brasileiro da série B sabe que a competição é bastante difícil, de alto nível e algumas equipes vão passar por momentos de dificuldades neste início do campeonato; outras vão se iludir com alguns resultados positivos, e que no final só ficam os melhores. São trinta e oito rodadas, tem que ter elenco, saber jogar a série B não é para qualquer clube. Os chamados "times golfinhos" passam pela competição e depois retornam para a série C. Com o CRB é diferente. O clube tem tradição nesta competição e poder de recuperação ao longo da batalha que é disputar uma série B do campeonato brasileiro. 
A cobrança do torcedor regatiano é normal nos momentos de adversidade e da sequência de resultados negativos. Agora é a hora de acreditar no elenco, no trabalho da comissão técnica e da diretoria. Erros e acertos fazem parte de qualquer planejamento, porém a capacidade de reação e de reencontrar o caminho das vitórias é fundamental neste momento. 

TÉCNICO JÚNIOR ROCHA FALA DA IMPORTÂNCIA DO RESULTADO POSITIVO E DA ENTREGA DA EQUIPE DIANTE DO ATLÉTICO-GO

Para Júnior Rocha o time jogou em alto nível de concentração durante toda a partida e apresentou um futebol muito competitivo e de evolução tática em todos os setores, principalmente na parte ofensiva onde a equipe marcou seis gols nas últimas duas partidas.
"Vem chamando a atenção esta entrega da equipe desde o jogo contra o Campinense. Hoje fizemos uma partida muito boa no aspecto técnico, tático e até na parte física dos jogadores. Vamos com humildade e muito trabalho colocar o CRB no lugar que o clube merece, brigando sempre pelas primeiras posições", destacou o comandante alvirrubro.

Próximo duelo do Galo pela série B será na segunda-feira(07), em São Luís do Maranhão, contra o Sampaio Correia, no Castelão a partir das 20h30. Para este jogo o técnico não vai poder contar com o meia-atacante William Santana que levou o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Atlético onde marcou três gols.

Pra Cima deles, Galo!

segunda-feira, 16 de abril de 2018

ADEUS, MAZOLA JÚNIOR! BEM VINDO, JÚNIOR ROCHA!

Após perder o tetracampeonato estadual e a derrota na estreia da série B, Mazola deixa o comando técnico do Galo 

Por: Wellington Melo


Há muito tempo o torcedor regatiano vinha questionando o trabalho do Mazola Júnior frente ao comando técnico do CRB na atual temporada. Apesar do CRB ter um elenco muito qualificado e com jogadores experientes a  equipe não estava apresentado um bom futebol, não tinha um padrão de jogo bem definido. "Sabe aquela situação em que mesmo vencendo não convencia, assim era o time do CRB sob o comando do Mazola Júnior." As críticas eram pesadas pois a equipe não mostrava uma evolução tática, o técnico era muito pragmático nas substituições e jogava 'excessivamente' de forma defensiva.
A situação do treinador ficou insustentável após a perda do campeonato alagoano para o rival CSA quando o time jogou de forma irreconhecível e foi incompetente para manter a vantagem na final, perdeu por 2 a 0 e deixou escapar o tão sonhado tetracampeonato. Naquele momento o torcedor já pedia a saída do técnico Mazola Júnior, mas o Presidente Marcos Barbosa chamou a responsabilidade e o manteve para a série B contrariando a maioria da torcida alvirrubra.
O fato é que o futuro do técnico no CRB dependeria dos resultados positivos nas primeiras rodadas do Brasileirão, o que não aconteceu na estreia. Mazola Júnior mais uma vez escalou mal a equipe e manteve a mesma postura apática ofensivamente, não foi bem na partida e de forma muito desorganizada o time fez um péssimo jogo e perdeu por 2 a 0 para o Oeste. Ali estava decretado que o técnico não tinha mais condições de permanecer no CRB, após o jogo a pressão da torcida nas redes sociais foi grande, Mazola entregou o cargo, e a diretoria regatiana aceitou.

TRAJETÓRIA DO MAZOLA JÚNIOR NO CRB

Em 2016 o técnico Mazola Júnior teve a sua primeira passagem pelo Clube de Regatas Brasil quando conquistou o título de campeão alagoano e fez a melhor campanha do Galo na era de pontos corridos na série B, ficou em sétimo lugar com 58 pontos e quase consegue o acesso.
No retorno, em setembro de 2017, comandou o time na reta final do Brasileirão em substituição a Dado Cavalcanti e conseguiu livrar o time do rebaixamento com 45 pontos permanecendo para a temporada de 2018.
A diretoria deu carta branca e todas as condições para o treinador formar uma grande equipe. A meta principal no início de temporada era a conquista do tetra campeonato estadual. E aí aconteceu o primeiro fracasso. 
Apesar dos números favoráveis no alagoano, o CRB perdeu o título para o CSA de forma humilhante, jogava pela vantagem do empate no segundo confronto, mas perdeu quando não podia (2 a 0). 
O campeonato estava nas mãos do CRB. Mesmo sem jogar bem na maioria das partidas, o Galo fez a melhor campanha da competição com 28 pontos na classificação geral com aproveitamento de 77,78%. Venceu 9 jogos; empatou 1 e perdeu 2 (1 a 0 para o Dimensão Saúde) e (2 a 0 para o CSA na final). 
Na Copa do Nordeste o time comandado por Mazola Júnior conseguiu se classificar para as quartas de final em segundo lugar no grupo que contava com Santa Cruz, Confiança e Treze. Venceu três jogos; dois empates e uma derrota.
Na primeira fase da Copa do Brasil passou pelo União Rondonópolis (3 a 1); na fase seguinte conseguiu eliminar o Novo Hamburgo na disputa de Pênaltis; na terceira fase caiu para o São Paulo com duas derrotas, 2 a 0 no Morumbi, e 3 a 0 no Rei Pelé.
O fim do ciclo do técnico Mazola Júnior pelo CRB aconteceu na sexta-feira (13), na estreia do Brasileirão da série B, na derrota por 2 a 0 para o Oeste. A situação ficou insustentável para o técnico que na mesma semana perdeu o título alagoano e, em seguida, foi derrotado na estreia da principal competição do time a nível nacional.


CHEGANDO: JÚNIOR ROCHA É O NOVO TÉCNICO DO CRB

Acabou o mistério. Júnior Rocha é o técnico do CRB para a sequência da série B. O novo comandante chega ainda hoje a Maceió. Ex-técnico do Santa Cruz, com passagem pela Luverdense e Novorizontino, Júnior Rocha faz parte de uma geração de novos treinadores que apareceram no futebol brasileiro nos últimos anos. Na Luverdense conseguiu um acesso para série B e ano passado foi campeão da Copa Verde. Com apenas 36 anos de idade ele chega ao CRB com o objetivo de arrumar a casa e fazer história no futebol alagoano. 

 SAUDAÇÕES REGATIANA!

domingo, 8 de abril de 2018

DECISÃO DE TÍTULO: É DIA DO TETRA PARA NAÇÃO REGATIANA

O primeiro ponta pé rumo ao tetra foi no jogo: CSA 0 x 1 CRB. Hoje é apenas a confirmação do título. Tem que respeitar o Papai!

Por: Wellington Melo

É clássico? É sim, Senhor!
Acontece neste domingo no estádio Rei Pelé, às 16 horas, o último confronto do campeonato alagoano que vai definir quem será o grande campeão da temporada de 2018, CRB ou CSA. Neste duelo de gigantes tem muita rivalidade em campo, títulos e o reencontro das maiores torcidas e dos clubes que fazem a história de glórias do futebol alagoano.
Antes do primeiro duelo da decisão afirmei aqui no portal que o CRB era favorito ao título.  Hoje volto a repetir: o Galo será o tetra campeão alagoano. Alguém tem dúvida?
Chegou a hora da verdade do último capítulo da competição estadual. O primeiro duelo teve o mando de campo com a maioria da torcida azulina, porém quem saiu na frente foi o Galo com um gol do carrasco Neto Baiano.
O chororô lá pras bandas do Mutange é inconsolável, alguns lamentam a lambança da zaga, outros a bobeira do goleiro Cajuru e tem muito mimi por parte dos azulinos. E o que os regatianos têm a ver com isso?

ARTILHEIRO, É ARTILHEIRO, O NETO NÃO PERDOA. OLHO NO LANCE!




A BATALHA FINAL
Jogo é jogado. Tem que ter humildade, ser competitivo, guerreiro e decidir a parada em campo com a bola rolando desde o primeiro minuto até o apito final. A vantagem existe, o CRB é muito mais time que o adversário. Venceu o primeiro confronto, porém o título continua em aberto. O adversário está ferido, humilhado, afinal o time azulino virou freguês nos últimos clássicos e faz dez anos que não conquista um título estadual. É muita sofrência.
Neste último e decisivo capítulo do campeonato alagoano da temporada 2018 o CRB tem tudo para voltar a fazer história, basta um simples empate para os regatianos comemorarem o tetra campeonato.
E a maior torcida de Alagoas vai repetir o show de comemoração na grande festa do tetra campeonato. 




Pra cima deles, Galo!

sábado, 31 de março de 2018

ALAGOANO 2018: DECISÃO SERÁ EM DOIS CLÁSSICOS DAS MULTIDÕES

CRB enfrenta os azulinos em busca do tetra campeonato estadual

Por: Wellington Melo

Chegou a hora da verdade. O primeiro clássico da decisão entre CRB e CSA acontecerá neste domingo (01/04), às 16 horas, no estádio Rei Pelé, com o mando de campo do time azulino. Para este jogo o CRB tem direito a carga de 3.000 ingressos para o torcedor regatiano que estão disponíveis nos seguintes pontos de vendas: estande do Galo (Maceió Shopping), Arena das Torcidas e Bar do Carlão. Os preços são R$ 20,00 para arquibancadas baixas; R$ 30,00 nas arquibancadas altas e R$ 100,00 para cadeiras especiais.

FAVORITISMO: CRB ou CSA?
Em clássico de final de campeonato geralmente não existe um grande favorito, as vezes uma equipe vive um melhor momento na competição e leva pequena vantagem sobre a outra, porém na hora que a bola começa a rolar as coisas mudam e o jogo pode ser decidido nos detalhes; nem sempre ganha o melhor, o que vale mesmo é bola na rede e o resultado positivo. 
Entretanto, se tiver que apontar um favorito ao título analiso o CRB com um elenco mais qualificado e melhor preparado para a conquista do tetra. O Galo foi o clube melhor classificado na primeira fase da competição, fez uma melhor campanha na copa do Nordeste e do Brasil; enquanto o adversário vive uma fase turbulenta e que não passa confiança ao torcedor azulino depois da eliminação na Copa do Nordeste, ainda na primeira fase sem vencer nenhum jogo, e da classificação para a final do alagoano de forma sofrida, diante do ASA, no último minuto da partida. 
Portanto, analisando pelo desempenho das equipes nesse início de temporada vejo o CRB como favorito ao título. Lógico que essa condição pode mudar a depender do resultado do primeiro clássico e daquilo que os times fizerem dentro de campo no decorrer dos cento e oitenta minutos da decisão. No papel o elenco do Galo é muito melhor que o adversário, agora precisa transformar essa condição em título, é o que espera a nação regatiana.

REGULAMENTO
Art. 7° – Na Fase Final, os Clubes vencedores do confronto Semifinal se enfrentarão, em jogos de ida e volta, com mando de campo da segunda partida do Clube com melhor campanha somadas todas as fases anteriores. 
Parágrafo único – Em caso de empate em pontos ganhos entre os dois Clubes na Fase Final, o desempate para efeito de definir o Campeão será efetuado observando os seguintes critérios abaixo: 
I – Melhor saldo de gols nas duas partidas da Fase Final; 
II – Cobrança de pênaltis de acordo com os critérios adotados pela International Board. 
Art. 8° – Ao Clube vencedor da Fase Final do Campeonato Alagoano 2018 será atribuído o título de Campeão Alagoano 2018, além de obter uma das vagas na Copa do Brasil 2019 e uma vaga na Copa do Nordeste 2019.

PROVÁVEL ESCALAÇÃO DO CRB
João Carlos, Ayrton, Flávio Boaventura, Anderson Conceição e Diego; Feijão, Juliano, Edson Ratinho e Rafael Bastos; Willians Santana e Neto Baiano

PROVÁVEL ESCALAÇÃO DO CSA
Cajuru; John Lennon, Leandro Souza, Xandão e Rafinha; Yuri, Boquita, Didira e Daniel Costa; Echeverria e Josimar.

ARBITRAGEM
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro, mineiro, 38 anos, FIFA e já esteve em Alagoas em vários jogos;
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Rodrigo Figueiredo Correa (RJ);
Quarto árbitro: Débora Cecília Correia.

"Que a Paz, a tolerância, o respeito e harmonia prevaleçam entre as torcidas, jogadores e dirigentes. Se for para ir ao estádio para promover brigas e a violência entre torcedores é mais sensato proibir a presença de público no esporte mais popular e que é a paixão nacional. É apenas uma partida de futebol, pensem nisso!"

PAZ NO CLÁSSICO E QUE VENÇA O MELHOR!

sábado, 10 de fevereiro de 2018

CRB TEM O MELHOR INÍCIO DE TEMPORADA DOS ÚLTIMOS ANOS

Líder no Campeonato Estadual, na Copa do Nordeste e classificado para segunda fase da Copa do Brasil

Por: Wellington Melo 

É incontestável e reconhecido pela crônica esportiva o excelente início da temporada 2018 vivido pelo CRB em todas as competições que o clube participa. Os números são amplamente favoráveis ao Galo. 
No campeonato alagoano a equipe é líder da competição, são quatro jogos com três vitórias e apenas uma derrota; onze gols marcados, dois sofridos; saldo positivo de nove. Tem o artilheiro da competição, Neto Baiano com cinco gols. A única derrota sofrida foi para o Dimensão Saúde pelo placar de 1 a 0 jogando fora de Maceió. Hoje o CRB enfrenta o Murici pela quinta rodada para defender a liderança do campeonato, às 16 horas, no estádio José Gomes da Costa.

COPA DO NORDESTE

Na estreia, em 16 de janeiro, o CRB foi a Campina Grande, na Paraíba, e venceu o Treze pelo placar de 2 a 1. Na segunda rodada recebeu em Maceió, no estádio Rei Pelé, o Confiança de Sergipe e venceu pelo placar de 3 a 1. Com duas vitórias em dois jogos o Galo é líder do grupo A com 6 pontos, seguido pela Santa Cruz com 4, Confiança com 1 ponto e Treze que ainda não pontuou na competição. Pelo Nordestão o CRB volta a jogar dia 20 de fevereiro pela terceira rodada, contra o Santa Cruz, às 21h45 no estádio do Arruda. Em caso de vitória o Galo mantem a liderança e dá um passo importante rumo a classificação para segunda fase da Copa do Nordeste.

COPA DO BRASIL

O adversário da primeira fase foi o União de Rondonópolis do Mato Grosso. O jogo foi realizado em Cuiabá, na Arena Pantanal. Pelo novo regulamento da competição o CRB jogava pelo empate para assegurar vaga na próxima fase, mas o Galo foi implacável e mesmo jogando fora de casa atropelou o adversário, venceu a partida pelo placar de 3 a 1 com gols de Neto Baiano, Willians Santana e Serginho. Com o resultado o CRB garante a vaga na segunda fase e ainda leva 500 mil reais de premiação pela classificação. O próximo adversário será o Novo Hamburgo, em jogo que será realizado no Rio Grande do Sul, próxima quarta-feira (15/02), às 21:45 de Brasília, e avança de fase quem vencer a partida, em caso de empate a classificação será decidido nos pênaltis. 

VEJA OS GOLS DE UNIÃO RONDONÓPOLIS 1 X 3 C R B


NOVO ELENCO

A diretoria do clube nunca investiu tanto em um início de temporada como este ano. O planejamento foi traçado desde o final do campeonato brasileiro da série B com a permanência da comissão técnica no comando do treinador Mazola Júnior. A palavra de ordem no clube foi de renovação do elenco e contratações pontuais de jogadores de qualidade no mercado capaz de jogar todas as competições em alto nível neste início de temporada. O trabalho de formação do atual elenco ficou a cargo do técnico Mazola e do diretor de futebol Alarcon Pacheco. Poucos jogadores do grupo do ano passado foram aproveitados para formação da nova equipe, ficaram apenas o zagueiro Flávio Boaventura, os alas Edson Ratinho e Diego, e o atacante Neto Baiano. O técnico Mazola Júnior tem usado neste início de temporada um rodízio de jogadores nas competições que o time disputa. No último jogo contra o União Rondonópolis a equipe principal foi com: João Carlos no gol; Ayrton, Flávio Boaventura, Anderson Conceição e Diego; Claudinei, Serginho, Edson Ratinho e Leilson; Neto Baiano e Willians Santana. Os suplentes relacionados foram: Edson goleiro, Everton Sena, Edson Borges, Feijão, Rafael Bastos, Marcão e Ruan.

Avante Galo!

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO DE CONQUISTAS PARA NAÇÃO REGATIANA

Blogueiro: Wellington Melo

Que o ano novo seja repleto de paz e saúde para nossos seguidores do portal "SouAlagoano-SouCRB". Que O Clube de Regatas Brasil tenha um ano glorioso de conquistas, dentro e fora de campo, títulos e vitórias sejam uma constante na temporada do ano de 2018. Rumo ao tetra...



Avante, Galo!

terça-feira, 17 de outubro de 2017

CRB É TRADIÇÃO, AMOR E PAIXÃO RUMO À PERMANÊNCIA NA SÉRIE B

Na reta final do Brasileirão cada jogo será uma decisão para o CRB na luta contra o rebaixamento

Blogueiro: Wellington Melo

O CRB é o clube alagoano que têm mais participações no campeonato brasileiro da série B, fez um bom primeiro turno e tinha tudo para ser diferente nesta reta final da competição, porém, após cinco derrotas consecutivas: CRB 0 x 1 Oeste; Brasil de Pelotas 2 a 0; CRB 1 x 2 Criciuma; Vila Nova 3 a 0; Londrina 4 a 1; a situação do Galo na tabela de classificação ficou preocupante na briga para fugir das últimas posições e a relação entre jogadores e a torcida esteve bastante acirrada. 
Na volta do elenco a Maceió depois da goleada sofrida para o Londrina, os torcedores foram em grande número receber os jogadores no Aeroporto e realizaram um ato de protesto com a cobrança de atitude e respeito ao clube por parte dos atletas, comissão técnica e diretoria. (Veja o vídeo) 



Foi uma semana difícil, tensa e de muita expectativa para todos os regatianos antes da partida contra o ABC, no Rei Pelé, valendo pela 28ª rodada. O jogo era de fundamental importância para a equipe iniciar uma reabilitação na competição e só a vitória interessava aos regatianos. Apesar de cinco tropeços seguidos a diretoria convocou a torcida para apoiar o elenco, reduziu o preço dos ingressos, conversou com os jogadores sobre a necessidade da vitória e a obrigação de todos se unirem na luta pela permanência do clube na série B do Campeonato Brasileiro. E assim foi feito um grande pacto de união e superação a partir do jogo contra o ABC. A torcida alvirrubra foi em peso ao estádio, mais de 12 mil regatianos apoiaram a equipe e a vitória diante do time potiguar deu  um alívio a todos no reencontro com o torcedor e a conquista do resultado positivo. Veja os melhores momentos e o gol da partida.



Em seguida, pela 29ª rodada, o CRB foi à Belém enfrentar o Paysandu e arrancou um empate sem gols, em pleno estádio da Curuzu, resultado considerado bom e que manteve o time  fora da zona de rebaixamento na 13ª posição, com 36 pontos. Apesar da equipe ter somado pontos importantes nas últimas duas rodadas o risco de rebaixamento ainda existe e o Galo tem que vencer, no mínimo, mais três jogos para garantir a permanência na série B da próxima temporada. O CRB tem que lutar jogo a jogo, somar o maior número de pontos possível e o adversário desta terça-feira será o Náutico, a partir das 20:30, no estádio Rei Pelé. O torcedor regatiano está convocado e a expectativa é de grande público para apoiar os jogadores rumo a mais uma importante vitória.

Avante, Galo!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

105 DE GLÓRIAS, PARABÉNS AO CLUBE DE REGATAS BRASIL

CRB comemora, neste dia 20 de setembro, 105 anos de história, amor e paixão pelo maior clube de futebol do Estado de Alagoas

Blogueiro: Wellington Melo


O Portal "Sou Alagoano - Sou CRB" parabeniza em nome da nação regatiana ao Clube de Regatas Brasil - CRB pelos 105 anos de Glórias e História no futebol alagoano e brasileiro.

O CRB é, sem dúvida, o maior e melhor clube de futebol de Alagoas. Foi o primeiro campeão alagoano em 1927. São trinta títulos do campeonato alagoano e nunca foi rebaixado para segunda divisão do Estado, pelo contrário, provocou a queda por duas vezes do principal adversário o CSA a disputar a segundona do alagoano; o Galo é o atual tri campeão do Estado; campeão dos centenários - do CRB e do arquirrival; maior vencedor de clássicos no Estado; o único representante e o clube do futebol alagoano que mais participações têm no cenário nacional na série B do Brasileirão; Campeão do Torneio José Américo de Almeida Filho no Nordeste em 1975. 

O CRB tem uma vasta e esplendorosa história, porém o maior produto do clube é a sua imensa e apaixonada torcida, conhecida como a 'Nação Regatiana'. Em pesquisas recentes a torcida do CRB cresceu muito e hoje é considerada a maior do Estado. Isso é fato!

O Clube nos últimos anos deu um passo gigantesco rumo ao futuro. Vendeu um dos patrimônios histórico, o estádio Severiano Gomes Filho, no bairro da Pajuçara. Saneou todas as dívidas trabalhistas e construiu um dos maiores Centro de Treinamentos do Norte/Nordeste - o Ninho do Galo, na Barra de São Miguel, litoral Sul de Alagoas. Uma nova sede administrativa foi adquirida no bairro histórico de Jaraguá, em Maceió. Enfim, o CRB é de Alagoas e orgulho de toda Nação Alvirrubra. 
Parabéns ao CRB, ao Presidente Marcos Barbosa que resgatou a autoestima do torcedor e fez o Clube voltar a ser forte e respeitado, dentro e fora de campo. Parabéns a toda diretoria administrativa, aos conselheiros, funcionários, atletas, comissão técnica e, principalmente, ao torcedor regatiano que é a razão maior da existência do Clube de Regatas Brasil - CRB.  

CONVITE A NAÇÃO REGATIANA

A diretoria do clube convida os torcedores, dirigentes e a imprensa a participar da festa comemorativa aos 105 anos do CRB, que será realizada neste dia 20 de setembro de 2017, no Clube Fênix Alagoana, a partir das 20 horas.  

Os participantes dos grupos no WhatsApp Galo da Praia, Sou Alagono - Sou CRB, Nação Alvirrubra, entre outros estão todos convidados pelos administradores dos grupos e pela diretoria alvirrubra. O momento será de muita festa, alegria e confraternização entre os regatianos.

As bandas Pagode do Galo, Boca de Forno e o cantor Bruninho vão animar a galera com boa música, hino do clube e canções tradicionais da torcida do CRB, tudo acompanhado de muita cerveja, água e refrigerantes.  

Parabéns CRB! Nossa eterna paixão. São 105 anos de alegrias, de orgulho e de um sentimento que é difícil de explicar com palavras. Cultuar as cores vermelho e branco do CRB é algo inexplicável para um simples mortal torcedor. Ser regatiano é uma benção, é maravilhoso, é paixão!


terça-feira, 18 de julho de 2017

PRA GAÚCHO COLORADO ENTENDER: 'AQUI EM ALAGOAS QUEM CANTA DE GALO É O CRB'

CRB vence o Internacional com direito a show da torcida regatiana

Blogueiro: Wellington Melo

Incontestável a vitória do Clube de Regatas Brasil diante do Sport Clube Internacional no estádio Rei Pelé com a presença de grande público, no último sábado (15), pelo campeonato brasileiro da série B. 
Para os cronistas esportivos da região Sul o Internacional não jogou nada e por isso perdeu para o CRB pelo placar de 2 a 0. Em nenhum momento a imprensa de lá reconheceu o bom futebol do time regatiano no jogo, as últimas vitórias e a campanha que o representante de Alagoas vem realizando na competição. Talvez esse tenha sido um dos fatores que levaram o time Colorado a ser surpreendido pela determinação dos jogadores do Galo em campo e a força da apaixonada torcida alvirrubra que vinha das arquibancadas lotadas do Estádio Rei Pelé. 

TEM QUE RESPEITAR!

Futebol não se ganha de véspera, nem com o nome e passado de glórias. O Internacional é gigante no futebol brasileiro, caiu para série B e tem tudo para voltar a elite nacional. No entanto o clube, os dirigentes e a torcida colorada precisam entender que jogo se ganha em campo, com futebol de alto nível e respeito aos adversários. 
Aqui em Alagoas qualquer time do futebol brasileiro, no atual momento do CRB, tem que respeitar e jogar muita bola para vencer o nosso representante na série B. O Galo tem tradição nesta competição, a torcida faz a diferença e o time é guerreiro. 


ZÉ CARLOS DEU O RECADO

O Zé dos gols encarou quase todo o time do Inter em vários momentos da partida, foi assim com Danilo Fernandez, depois provocou D'Alessandro e empurrou Wiliam Potker. O artilheiro do Galo não fez gol mas foi decisivo na partida e participou da jogada do primeiro ao fazer o pivô e deixar o Diego na frente do gol para abrir o placar. Incomodou os colorados o tempo todo, depois foi substituído pelo atacante Neto Baiano que fechou o caixão do time gaúcho marcando o segundo gol que consolidou a vitória do CRB.


CURTAM AÍ GAUCHADA O QUE É JOGAR CONTRA O CRB NO REI PELÉ


 A

sábado, 15 de julho de 2017

É HOJE: CRB E INTERNACIONAL PELA SÉRIE B DO BRASILEIRÃO COM ESTÁDIO REI PELÉ LOTADO

Nação alvirrubra promete ser reforço de peso nas arquibancadas para incentivar o Galo rumo a vitória

Blogueiro: Wellington Melo

O momento do CRB após a chegada do técnico Dado Cavalcanti é de ascensão no Campeonato Brasileiro da Série B. São cinco jogos no comando da nova comissão técnica com quatro vitórias e um empate fora de casa na última partida diante do Boa Esporte ( 0 a 0 ).
Apesar da ótima campanha do Galo e a recuperação na competição nas últimas rodadas, o grande teste para os regatianos acontece neste sábado (15), no estádio Rei Pelé, às 16:30, diante do Internacional-RS. Ambas equipes estão próximas do G4, os gaúchos somam 21 pontos, na quinta posição; enquanto a equipe alvirrubra alagoana vem em seguida com 20.
É duelo de gigantes. O CRB conta com a força da massa regatiana que promete lotar o Rei Pelé, além da presença em campo do artilheiro Zé Carlos e a fase espetacular do goleiro Edson Kolln que são os destaques do alvirrubro praiano nos últimos jogos. O CRB vai a campo com a seguinte formação: Edson Kolln; Adriano, Flávio Boaventura, Adalberto e Diego; Yuri, Danilo Pires, Edson Ratinho e Chic; Erick Salles e Zé Carlos.

A FORÇA QUE VEM DAS ARQUIBANCADAS "QUEM CANTA DE GALO NO TRAPICHÃO É A TORCIDA DO CRB"





SPORT CLUB INTERNACIONAL

Pelo lado colorado do Rio Grande do Sul a força maior vem através do elenco que é muito qualificado e a tradição do time Gaúcho no cenário do futebol mundial. Apesar de não viver uma boa fase e um começo conturbado na série B, o Internacional merece todo respeito e é considerado pela imprensa um dos favoritos para retornar à elite do futebol nacional. 



Provável time do Inter para enfrentar o CRB será com: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Victor Cuesta e Uendel; Dourado (Charles ou Fabinho), Edenilson, Felipe Gutiérrez e D'Alessandro; Nico López e William Pottker.



PRA CIMA DELES GALO!


sexta-feira, 16 de junho de 2017

CAMPEONATO BRASILEIRO: CRB TEM DUELO DECISIVO CONTRA O LONDRINA EM BUSCA DA REABILITAÇÃO

Após quatro derrotas consecutivas Léo Condé deixa o comando técnico do CRB 

Blogueiro: Wellington Melo

O CRB é o único representante do futebol alagoano no brasileirão da segunda divisão o que aumenta, e muito, a responsabilidade do clube tri campeão estadual em uma competição de alto nível como é o campeonato brasileiro da série B.
Enquanto outros times de Alagoas disputam as séries C (CSA e ASA) e D (CORURIPE e MURICI), o Clube de Regatas Brasil - CRB que é a maior força do futebol alagoano no cenário nacional tem pela frente uma competição longa com 38 rodadas, muito difícil e que tem a participação de grandes clubes do futebol nacional, a exemplo do Internacional-RS que já foi campeão mundial, Juventude, Guarani, Goiás, Criciúma, Figueirense, Ceará, Santa Cruz, América-MG, Paysandu, entre outros que já disputaram a série A. Portanto o nível da competição é altíssimo e cada jogo é decisivo para se manter entre os melhores na classificação geral e se distanciar dos times que brigam para fugir do rebaixamento.

É HORA DE REAGIR: O CRB teve um início muito abaixo do esperado pelo torcedor regatiano. Muitas criticas pelos maus resultados, péssimo rendimento da equipe e a queda do técnico Condé marcam o começo da série B para o Galo tri campeão estadual. São sete jogos no Brasileirão, a equipe conquistou apenas sete pontos com duas vitórias, um empate e quatro derrotas consecutivas. O time marcou quatro gols, sofreu sete, ocupa a 16ª posição na tabela e está bem próximo da zona do rebaixamento.
É apenas o começo da competição mas o sinal de alerta está ligado. A diretoria corre atrás de um novo técnico e promete algumas contratações para reforçar o elenco. Ainda há tempo de reagir, porém a reação tem que ser imediata. O primeiro teste após a saída do comandante Léo Condé será neste sábado, às 16h30, no estádio Rei Pelé, contra o Londrina.

OS JOGOS: Na estreia o Galo venceu o Ceará pelo placar de 1 a 0, no estádio Rei Pelé, com gol de Neto Baiano. Foi um jogo muito difícil diante de um adversário bastante qualificado e que pressionou até o final da partida em busca do empate. No entanto o CRB suportou bem a pressão e foi eficiente para segurar o resultado e conquistar a primeira vitória. Destaque para o setor defensivo e o goleiro Juliano.
Contra o Luverdense o time arrancou um empate fora de casa e na avaliação da crônica esportiva o CRB poderia ter alcançado uma vitória caso tivesse sido mais ousado e aproveitado melhor as poucas oportunidades claras de gols que teve na partida. No final o placar foi considerado justo e valeu pelo ponto conquistado.
De volta a Maceió a equipe teve na terceira rodada mais um clássico regional, desta vez diante do Santa Cruz, venceu por 1 a 0 com gol de pênalti marcado pelo atacante Neto Baiano. Apesar das dificuldades impostas e pela qualidade do adversário, o CRB conquistou mais uma vitória importante e permaneceu nas primeiras posições com sete pontos no fechamento da terceira rodada. 
O resultado positivo na estreia da competição não foi suficiente para passar confiança ao torcedor, o time não estava jogando um futebol convincente, venceu dois jogos no detalhe, no sufoco e alguns jogadores não estão rendendo o esperado, além da equipe não ter mostrado, até o momento, um padrão de jogo definido e competitivo a nível de série B. Com isso a situação do técnico Léo Condé ficou insustentável e após quatro derrotas consecutivas para o Oeste pelo placar de 2 a 0; Brasil de Pelotas 1 a 0, em Maceió; Criciúma 1 a 0, no Heriberto Hulse; e por último no Rei Pelé para o Vila Nova por 2 a 1, o técnico entregou o cargo e foi aceito pela Diretoria.

Veja a seguir o vídeo com os gols dos jogos do CRB até a 7ª rodada do brasileirão da série B




AVANTE GALO!